Notícias

Estudantes do curso de Agronomia da AEMS Três Lagoas visitam o Laboratório de Hidráulica e Irrigação

29/11/2016 - 11:20

Foto:

Neste sábado - 26 de novembro de 2016 - a Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira recebeu a visita dos alunos do curso de Agronomia das Faculdades Integradas de Três Lagoas - AEMS. Coordenados pelo Professor Diego Gonçalves Feitosa a visita teve como foco ampliar os conhecimentos ligados à agricultura irrigada aproveitando os trabalhos desenvolvidos pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira.

Assim, na programação estava desde uma visão geral da agricultura irrigada no Brasil e na região, além de tópicos e práticas ligados ao manejo e qualidade da água para irrigação, emissores e a avaliação de sistemas de irrigação por aspersão.

Foram recebidos pelo Professor Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez - Coordenador da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira e por parte da sua Equipe, formada por Iuri da Nóbrega, Júlia Silva e Mariele Squizato, cada um desenvolvendo uma atividade.

Atividades

Os estudantes e o Professor Diego Gonçalves inicialmente receberam as boas vindas do Professor Dr. Fernando Braz Tangerino Hernandez que expressou a satisfação em receber os estudantes em seu Laboratório, explicando que Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira há doze anos desenvolve o Projeto "Planejamento e Gerenciamento Hidroagrícola e Ambiental" em que todas as iniciativas de comunicação, presencial e baseada na Internet estão inseridas, integrando as atividades de ensino, pesquisa e extensão e dando oportunidade para que toda a sociedade se beneficie do conhecimento disponível na UNESP. Agradeceu a presença e disse que a visita dos estudantes é importante porque cumpre dois objetivos muito valiosos: o de colocar em prática a democratização do conhecimento e da informação e a transparência de ações, ao mesmo tempo em que dá a oportunidade de melhor qualificação à sua Equipe. "Nossos Orientados, aqui representados pelo Iuri, Júlia e Mariele, junto com os demais, prepararam a visita e peço que perguntem, explorem, tirem dúvidas, para que eles sejam colocados à prova e assim possam exercitar ainda mais o conhecimento" e lembrou que o Professor Diego Feitosa foi um dos seus Orientados e teve estas mesmas oportunidades, que certamente o qualificou para exercer com grande sucesso o trabalho de ensinar e motivar. Ainda fez uma abordagem da importância da agricultura irrigada e antecipou a interligação entre as atividades que os estudantes iriam desenvolvem e a prática do dia a dia do Irrigante, citando exemplos.

Em seguida, Julia Trindade apresentou a estrutura de trabalho da Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira e como é feito monitoramento climático do Noroeste Paulista através da Rede Agrometeorológica operada pela UNESP e toda a comunicação baseada em diferentes canais na Internet em que Irrigantes e demais interessados podem desenvolver suas atividades profissionais. Para os Irrigantes, o destaque é para a estimativa e divulgação da evapotranspiração, sendo possível suprir adequadamente as necessidades de água das culturas.

Na parte externa do Laboratório de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira os alunos montaram linhas laterais de aspersão, instaram aspersores e pluviômetros e como finalização da visita, fizeram os cálculos relativos à avaliação de desempenho do sistema de irrigação, com a determinação da lâmina média e da uniformidade de distribuição de água sobre o solo.

Enquanto os aspersores funcionavam e a água era coletada nos pluviômetros, Mariele Squizato colocou em funcionamento o sistema de filtragem de água para irrigação localizada, com diferentes filtros e explicou o papel de cada um deles segundo a qualidade de água. Também ressaltou a importância de se aproveitar ao máximo a água das chuvas e mostrou a estrutura de captação de água do telhado do Laboratório em um reservatório revestido, de onde estava sendo usada a água para a aula, proveniente de dois reservatórios interligados, um de concreto e outro revestido de manta sintética EPDM. Os visitantes também aprenderam a fazer a retrolavagem dos filtros, operação obrigatória eem sistemas de irrigação localizada.

De volta ao Laboratório de Hidráulica e Irrigação, Iuri da Nóbrega mostrou os diferentes modelos de aspersores disponíveis no mercado e quais os critérios para escolha e as diferenças entre eles, seja aspersores, gotejadores ou microaspersores.


Depoimentos

O Professor Diego Feitosa da AEMS ao final agradeceu a acolhida ressaltando que "fiquei triplamente satisfeito. Primeiro por me sentir realizado em poder levar pela primeira vez os meus alunos hoje no Laboratório que juntamente com o Professor Fernando Tangerino sem dúvida nenhuma são responsáveis pela maior parte da minha formação até este momento. Em segundo por ver os atuais Orientados Iuri, Júlia e Mariele dando totalmente conta do recado e fazendo de maneira muito melhor aquilo que fiz tantas vezes. Parabéns! Em terceiro também fiquei muito feliz pela participação dos meus alunos, que mostraram bastante interesse e participaram." E completou: "Tenho certeza que todos aproveitaram bastante, não só por terem tido acesso a toda uma estrutura de aula prática que não temos em nossa Faculdade, como também por toda abordagem teórica que foi feita por todos, inclusive pelos exemplos dados pelo Professor Tangerino, que reforçou bastante a importância de um manejo adequado da irrigação, assunto que tentei tratar com maior importância durante o semestre."

Já o estudante Luiz Gustavo Gonçalves declarou que foi "Muito bom o dia de hoje, levando a prática do campo em nosso conhecimento. Isso não tem preço. Obrigado a todos envolvidos."

Assessoria de Comunicação AEMS

conteudo auxiliar